Alopecia areata na barba: é caso de implante?

Alopecia areata na barba: é caso de implante?

Nos últimos tempos, o mundo da estética começou a dividir espaço com a população masculina, e cada vez mais, os homens vão conquistando destaque nos centros estéticos. Muito além da estética, muitos homens procuram orientações sobre uma doença de pele que aparece em uma das partes do corpo que mais caracteriza os homens: a alopecia areata na barba.

A alopecia areata é uma doença de pele não contagiosa que causa a perda ou queda dos pelos (e até mesmo dos cabelos), deixando falhas na região da queda. Em relação à barba, muitos homens se perguntam se o implante pode ser uma das formas de tratamentos. Mas antes de descobrir se o implante é uma opção, é preciso entender a doença. Continue leitura.

alopecia areata na barba

Causas da alopecia areata na barba

Os fatores que causam a alopecia areata podem ser muitos, como genética, emocional ou até traumas físicos, e a extensão da queda pode variar entre pequenas quedas em formas circulares (o que é mais visto em barbas) ou, em casos mais graves, a perda total dos pelos do corpo.

A doença se desenvolve porque os anticorpos atacam o folículo piloso, local que abriga as raízes dos pelos. Assim, o cabelo ou pelo perde as forças e consequentemente cai e não cresce.

Não há como prever a evolução da doença, mas os pelos ainda podem crescer novamente, já que os folículos pilosos não são destruídos totalmente.

Sendo assim, se os pelos da barba podem crescer novamente, o implante é indicado?

A relação entre implante e alopecia areata na barba

Como você já deve ter percebido, se a doença não acaba com a raiz dos pelos da barba (ou de outras partes do corpo) e se os pelos podem crescer, o implante de barba vai depender da condição da doença no organismo.

É possível que a alopecia areata na barba mude de posição, “andando” em toda a extensão da barba, criando novas áreas de queda.

Por isso, sempre consulte um dermatologista para analisar o nível da doença e indicar a melhor forma de tratamento.

Tratamentos para a alopecia areata

As formas de tratamento mais comuns da doença são por meio de medicamentos tópicos (minoxidil, corticoides ou antralina).

O tratamento visa recuperar as áreas atingidas, reduzindo as falhas e evitando que novas áreas aparecem.

O tratamento estimula o folículo a produzir pelos novamente e deve ser realizado até a doença ser combatida.

O implante nem sempre pode ser a melhor opção de tratamento para casos de alopecia areata na barba. Por isso, indicado que o paciente agende uma consulta com um dermatologista e, a partir do diagnóstico, médico e paciente podem decidir a melhor opção de tratamento.

Além da alopecia areata, outras formas de alopecia podem aparecer no organismo. Pra saber mais sobre o assunto, falamos um pouco mais sobre outros tipos de alopecia e tratamentos aqui. Confira!

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

IMPLANTE CAPILAR
TIRE SUAS DÚVIDAS
Envie-nos uma mensagem agora mesmo!
close-link
Share This
Dúvidas? Fale Conosco